$x6da2h4o6bp
$dq6fql7xskl

Preencha e receba gratuitamente.

Ao realizar o download você também está autorizando o Distrito a enviar conteúdos de seu interesse. Respeitamos a sua privacidade e não fazemos spam, confira nossa política de privacidade.

Distrito RioTech Report

 

 

O Rio de Janeiro, estado que possui a maior densidade demográfica e a segunda maior economia do Brasil tem, cada vez mais, se tornado um grande representante de empreendedorismo e inovação.

 

O Distrito Dataminer estudou a região e identificou que são mais de 400 startups, divididas em 30 setores, sendo a maioria fintechs e edtechs.

 

O fato do setor de EdTech estar na liderança chama a atenção, visto que em outros polos de inovação, como Santa Catarina e Paraná, as startups de educação eram pouco representativas.

 

Uma possível explicação para isso é a necessidade do estado do Rio de Janeiro tentar alterar o último resultado do IDEB (índice de Desenvolvimento da Educação Básica). Em 2017, este índice evidenciou que o estado fluminense foi o único do país a não atingir a meta educacional em nenhum segmento dos ensinos fundamental e médio.

 

Percebemos também uma concentração de startups focadas na Indústria 4.0. Isso acontece muito pela própria característica do estado visto que o Rio de Janeiro é o maior produtor de petróleo e gás natural do Brasil. Além disso, é o maior gerador de energia térmica a gás e único em geração nuclear, sendo sede das principais empresas brasileiras e estrangeiras do setor energético no país.

 

Por fim, o Distrito Rio Tech Report traz uma análise detalhada de todos os players do ecossistema fluminense e ressalta todas as iniciativas que estão sendo realizadas na região. É notável o esforço e movimento por parte das startups e corporações já estabelecidas a busca por um processo de inovação aberta. Tanto a iniciativa privada quanto a pública estão a pleno vapor, buscando mover a inovação em toda parte do estado.

 

No Distrito RioTech Report você irá encontrar:

 

• Análise dos setores com maior representatividade;

• Textos analíticos e explicativos sobre o cenário de inovação e tecnologia na região; 

• Principais iniciativas, tendências e explicação detalhada sobre o ecossistema; 

• Comparação numérica entre Rio de Janeiro e Santa Catarina, Rio Grande do Sul; Paraná, Goiás e Distrito Federal; 

• Mapa de calor do Rio de Janeiro, analisando a concentração de startups nos bairros do município; 

• Cases de sucesso: Gyra+, Volanty e Ubook; 

• Depoimentos de empreendedores e especialistas locais; 

• Visão com a taxa de crescimento das startups nos últimos anos;

• Análise numérica das 10 principais startups da região;

• Perfil e dados dos sócios e fundadores das startups analisadas; 

• Comparação entre as startups com maior visibilidade e número de funcionários no Linkedin e acessos no site.

$77aauzcfl57
$secvu3eysbc
Quero receber